Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Escolaridade

O rapaz está na Faculdade


Só posso estar grata...

por paranoias-de-mae, em 14.12.23

A propósito de eu o estar sempre a incentivar a estudar a aproveitar esta oportunidade que tem para o fazer, porque também a gostaria de ter tido.  Ele diz-me algo, que me encheu o coração e que jamais esquecerei. Ele disse-me para eu esperar ele se formar e se empregar. Assim que estiver nessa situação paga-me a faculdade e eu vou, já que percebe o quanto eu gostaria de ir!

Daqui até eu lá,  posso nem sentir essa energia para o fazer, mas sei que ele me disse isto de coração e com intenção de cumprir este meu sonho, pois ele já tinha dito ao pai que gostaria de pagar a faculdade à mãe!

Este miúdo enche-me de orgulho. É bom ver como é tão justo, correto. Que mantenha sempre a sua essência, que não se desvie do bom caminho. Que tenha sempre esta generosidade e bondade de coração!

Como eu lhe dizia em pequenino "gosto de ti, daqui até á lua, ir e vir, mil vezes"!

22605398_U0Cz7.jpeg



Autoria e outros dados (tags, etc)


Podem passar 100, que este texto nunca será esquecido

por paranoias-de-mae, em 23.11.23

Foi ainda quando era muito pequeno, e estava a aprender a escrever, que ele fez este texto. Lindo, emocionante, e tenho a certeza que sentido!

005A.JPG

Autoria e outros dados (tags, etc)


Qualquer dia, vou atrás

por paranoias-de-mae, em 15.11.23

Sempre incentivei o rapaz a ir para a Faculdade, mas nunca impus, apenas aconselhei, deixei que fosse ele a decidir por ele!

Talvez porque na minha altura, eu tive muita pena de não ter ido. Mas sempre disse ao meu filho, que se pudesse ainda era capaz de ir. No entanto, sei que a minha capacidade de memória já não é a mesma e teria de me esforçar muito!

Já me passou pela cabeça, que quando ele terminasse o seu curso, eu ia a seguir. Vejo que há horários pós laborais e horários que até poderiam ser compatíveis com o meu trabalho.

Andei a pesquisar e achei um curso que penso que se encaixaria comigo, uma licenciatura com o nome de Serviço Social, isto permitia-me trabalhar com crianças, com adultos, com velhinhos. Seria assistente social! Acho que com o meu bom senso, bom coração e o conhecimento que iria adquirir seria uma boa profissional nesta área, seria útil, justa, prestável!

Também me disseram que sendo eu sensível, haveria casos que me fariam andar a chorar e triste, mas eu acredito que durante o curso me iriam dar bases e mecanismos para ser mais forte!

Há universidades onde o curso é de 4 anos, e outras onde seria apenas 3. Teria de fazer exames, teria disciplinas como direito, que pode assustar um pouco, mas não o suficiente para desistir, por isso!

Mas isto é só uma hipótese remota, que me surgiu devido ao facto de agora este tema - universidade -  estar presente nos meus dias. Agora, o que importa é ele.

Um dia de cada vez, e quem sabe , mais tarde...

lic_serv_social_banner2.jpg__1900x800_q85_crop_sub

amevai.jpg

Autoria e outros dados (tags, etc)


O sonho...

por paranoias-de-mae, em 27.09.23

376824657_832453245242459_1996322655955520168_n.jp

Ter o meu filho na universidade é a realização de um sonho! O que mais desejo é que ele goste, se empenhe , se forme, e acima de tudo, seja feliz!

Autoria e outros dados (tags, etc)


Quase, quase a acabar

por paranoias-de-mae, em 31.05.23

Começo a sentir nostalgia, sei que vou ter tantas saudades destes tempos, e ele também! Estes 12 anos passaram tão depressa!

Além da nostalgia, começo a sentir ansiedade em relação ao próximo passo. Será que ele vai conseguir entrar na universidade? Sim, porque agora , ele decidiu que quer mesmo ir, mas está à rasca porque tem consciência que está perto da média mais falta-lhe um bocadinho. E as universidades privadas, como dizia uma amiga minha, são para quem tem muito dinheiro e médias baixas. Nós só temos a parte das médias baixas, não há esse dinheiro, por isso é rezar para que consiga entrar na publica!

Se ele ficar um ano parado, tenho receio que se habitue e que desista. Mesmo que vá subir a algumas disciplinas para aumentar a média.

Vamos aguardar! Só quero que os sonhos dele se realizem e que ele seja feliz!

O exame de história está quase a chegar!

licenciaturahistoria.jpg

Autoria e outros dados (tags, etc)


Ser saudosista

por paranoias-de-mae, em 20.03.23

Está a chegar ao fim, este ciclo. Ele está a acabar o 12ºano. Já estou com saudades e ainda não acabou. Fui uma mãe privilegiada, no sentido em que pude acompanhar estes 12 anos de perto.

O facto de ter disponibilidade para o ir buscar à escola, dar boleia aos seus amigos, ouvi-los a falar do seu dia nas aulas ou recreio, das aprendizagens, das peripécias, das conquistas. Tão bom! Estou muito grata a ele e ao seu grupo de amigos que me permitiram, desta forma, estar presente!

No entanto da passagem do 9º ano e mudança de escola para o 10º, alguns amigos deixaram de fazer parte deste ciclo, mas os que ficaram, são do melhor que há, em todos termos, como educação, companheirismo, brincadeira.

Espero que na próxima fase, as coisas continuem a ser boas. Tudo continue a correr bem! Que as amizades não se percam!

FGHTEY23456.jpg

Autoria e outros dados (tags, etc)


Meu amor maior, és tu

por paranoias-de-mae, em 22.09.21

Ele não sabe da existência deste blogue que  lhe é dedicado!

Não sou de usar as redes sociais para mandar recados, vivemos na mesma casa, posso e prefiro dizer-lhe o que sinto pessoalmente. Ele sabe o quanto gosto dele.

Por vezes tenho saudades do tempo que ele era mais pequenino e que era tão meguinho. Agora continua a ser, mas já está mais no canto dele, já não demonstra tanto o que sente. Mas faz parte!

O tempo da escola do primeiro ciclo, deixou-me saudades. Ia levá-lo a pé, porque era perto, de mão dada era eu que levava a mochila dele. Despedia-se com um beijinho ou abraço. Sabia que estava bem entregue e protegido. Era tão bom!

O tempo vai passando, e a melhor coisas da vida é poder acompanhar o seu crescimento, quer a nível físico, quer intelectual. Ver que se está a tornar um menino tão correto, educado. É tão bom estar presente, acompanhar.

Como já aqui disse, eu sou muito preocupada com ele, fico ansiosa sem noticias, mas tento não demonstrar para que isso não o influencie negativamente. Mas ele agora já tem noção que mandar uma mensagem é uma coisa simples e fácil e que a mãe precisa disso. Porque não é só mandar mensagens do tipo "podes me vir buscar?", mas também "olha estou com y" ou "estou bem"!

Peço a Deus vida e saúde para ele e para os pais, para que possamos sempre estar ao lado dele, para o encaminhar, para o ajudar, apoiar, e também sempre que for preciso aconselhar ou até mostrar que aquele, não é o melhor caminho.

Desejo para ele um bom futuro, uma profissão que o faça feliz, que lhe de alguma estabilidade. Uma vida familiar igualmente equilibrada e feliz!

Que ele seja muito feliz, equilibrado, seguro!

O meu amor por ele, já lhe disse que vai daqui até á lua, ir e vir mil vezes!

89764523.jpg

Autoria e outros dados (tags, etc)


Sonhos SEM asas

por paranoias-de-mae, em 07.09.21

O inicio do ano letivo, deixa-me sempre um pouco nostálgica.

Durante os primeiros 19/20 anos da minha vida, desejei e sonhei ser , como se dizia na altura, professora de escola primária.

Mesmo não tendo um percurso escolar fácil, com muitas regras, privações, proibições, (pressões de quem achava que eu devia era ir trabalhar, mesmo sendo menor) e bullying.

Quando era miúda, fui professora a fingir de todos os meus primos mais novos, que moravam perto. Sempre que ia alguém lá a casa com crianças, lá ia eu arranjar papel e lápis e fazer de professora.

Entretanto cheguei a um momento em que percebi que não era possível, que tinha mesmo sido só um sonho. Quando vi os outros a concorrer ás universidades, e eu a não poder fazer o mesmo, sofri. Faltou não só dinheiro, como incentivo, apoio. Na altura ninguém me disse que podia arranjar um trabalho e estudar aos mesmo tempo. Mas conformei-me, aceitei!

Mais tarde, vieram os filhos das amigas, e se estivesse mais perto, teria também ajudado os sobrinhos.

Depois foi o meu filho. Por vezes, perguntavam-me como é que eu tinha paciência para o auxiliar, porque os colegas dele andavam em centro de estudo. Mas eu apenas concretizava o meu sonho, de certa forma.

Ainda hoje quando passo a uma escola primária me comovo. Paro, observo, fico a contemplar.

Sinto falta das reuniões de pais presencialmente na sala de aulas do meu filho. O que para uns pais era uma chatice, uma obrigação, para mim era um gosto. Ficava sempre até ao final!

Agora, que mais um ano letivo está a iniciar,  fico a olhar para a agenda do Professor nas lojas de material escolar,  fico com vontade de comprar uma para mim. Mas depois lembro-me que não sou professora!

agendadoprofessor.jpg

Mas, alguém me disse um dia, que nós somos aquilo que mais fazemos, e o que mais tenho feito, é tentar ensinar. Sendo assim, terei em mim, sempre um pouco de professora!

Autoria e outros dados (tags, etc)


Nove!

por paranoias-de-mae, em 22.09.20

nine.jpg

Autoria e outros dados (tags, etc)


A minha história não se compara à dele

por paranoias-de-mae, em 08.03.20

Eu lutei tanto para que me deixassem estudar. Naquela época não era obrigatório, ou se era, a maioria das pessoas não cumpria. Mas eu queria estudar. Eu queria ser professora de escola primária. Eu não podia apanhar crianças em casa que arranjava logo papel e lápis e fazia de professora.

Eu ensinei as minhas primas mais novas, filhas de amigas, vizinhas. Mas todo o meu percurso foi difícil. Como tinha irmãos mais velhos que não tinham estudado, ditava a tradição que também não tivesse o direito a estudar. Mesmo que na minha época, tendo alguma diferença de idade deles, as condições dos meus pais tivessem melhorado.  Quando reprovei no 9º ano pensei que seria o fim. Porque a conversa era "se fazes isto, sais da escola"; " se fizeres aquilo, tiro-te da escola"; " se arranjares namorado, sais da escola"; " se chumbares, acaba-se a escola". Cumpri sempre tudo, mas reprovei com 3 negativas, e, passava se tivesse 2.  Por isso, implorei que me dessem mais uma oportunidade. Eu já pensava que mesmo que não conseguisse ser professora, ia conseguir um melhor trabalho com estudos. Aquilo que hoje chama bulyng tive até ao primeiro 9º ano, mesmo assim, adorava a escola. Consegui concluir o 12ºano.

Lamento que nessa época ninguém me tenha dito que podia trabalhar e estudar ao mesmo tempo, se tivesse essa informação, teria lutado um pouco mais.

É por tudo isto que tento ao máximo que o meu filho siga nos estudos, que se esforce, mas ele tem tudo tão facilitado, que não se rala com nada, que anda no deixa andar.

Parece que sou só eu a incentivá-lo, porque sei o que passei, e só queria o melhor para ele. E ele um dia disse que gostava de ser professor. Mas ele não percebeu ainda, que tem de trabalhar para isso!

236547lkj.jpg

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


Mais sobre mim

foto do autor


Calendário

Fevereiro 2024

D S T Q Q S S
123
45678910
11121314151617
18192021222324
2526272829

Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2024
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2023
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2022
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2021
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2020
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2019
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2018
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2017
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2016
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2015
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2014
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2013
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2012
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2011
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D